E-commerce movimenta mais de 53 bilhões só em 2018

E-commerce movimenta mais de 53 bilhões só em 2018

O E-commerce ou, como também é popularmente conhecido, o Comércio Eletrônico, movimentou somente em 2018 R$ 53,2 bilhões de reais, uma alta em torno de 12% em comparação a 2017, segundo dados da EbitNielsen.
Esses números representam vendas em território nacional, na casa das 123 milhões de pedidos. Isso significa que, o ticket médio por pedido é de R$ 434,00.

Para 2019, até 31/12 onde se considera os próximos feriados com apelos comerciais, como o Dia das Crianças e o Natal, e expectativa é de uma alta em torno de 15% em relação ao ano passado.
São números altamente expressivos, não acha?!

Então quer dizer que existe uma chance maior de sucesso para quem vende pela Internet?
Sim. Esses dados nos mostram que cresce a cada dia o interesse do consumidor em poupar aquele tempinho e assim poupar aquela graninha, simplesmente por comprar online.

A maioria dos brasileiros consumidores preferem comprar pela internet pelos motivos já citados acima, mas também porque com uma simples pesquisa, no Google ou em sites de comparação de preços, é possível muitas vezes encontrar o mesmo produto vendido com preços mais atrativos em outros E-commerce.

O que o Comércio Eletrônico ou E-commerce fatura muda drasticamente o cotidiano das pessoas. Isso porque o seus hábitos de consumidores são coletados por vários sites, empresas, plataformas e ferramentas, com o intuito de entender cada vez mais o perfil do consumidor e entregar a ele “de mão beijada” exatamente o que ele quer.

Mas por que muitas empresas ainda não tem o seu próprio E-commerce?
Um conjunto de fatores pode ser a explicação mais lógica para este cenário.
Veja alguns deles:
– Desconhecimento de custos: muitos proprietários de comércios se assustam com o “boom” que o Comércio Eletrônico proporciona, e acabam associando essa ascensão ao crescimento de custos.
– Falta de tempo: Este pode ser o maior vilão de todos. Os micro e pequenos empresários normalmente encontram dificuldades para administrar o seu tempo na operação dos seus negócios. Isso acaba prejudicando projetos de vendas pela Internet, pois é necessário muita dedicação.

Conclusão
Vimos que o crescimento deste segmento é exponencial e cabe em todos os setores da indústria, basta você achar o seu espaço!

Ah, não se esqueça, aqui na Leader você tem total assessoria para o desenvolvimento do seu projeto e-commerce do ZERO!

Entre em contato pelo WhatsApp

Ou clique aqui

About the Author

Leave a Reply