Como ficar em primeiro na busca orgânica

Como ficar em primeiro na busca orgânica

Estar em primeiro nas buscas orgânicas do Google é resultado de um trabalho muito bem estruturado e uma análise de campo bastante específica. É sonho de qualquer empreendedor.

Após a criação de uma empresa e o lançamento de um site, o principal problema para a maioria dos empreendedores é ser encontrado. De preferência, entre os primeiros resultados nas pesquisa dos motores de busca. Porém, quando desenvolvem um site, a maioria não tem ideia que vai precisar ser encontrado, e muitos aspectos importantes acabam sendo esquecidos.

Como o Google classifica sites?

De uma forma simplista, o Google baseia-se em dois grandes pilares para classificar sites nas pesquisas: Relevância e Reputação. Enquanto Relevância é tudo aquilo que controlamos de uma maneira direta; é aquilo que escrevemos sobre nós. A Reputação é um fator indireto, pois ela pretende refletir como somos vistos por terceiros.

Aparecer bem classificado é estratégico

Tanto empreendedores como os profissionais de Marketing cometem o erro de pensar em SEO como um “milagre técnico”. Aquele voodoo que vai salvar um mau produto ou uma má estratégia de Marketing e colocar seu site em primeiro lugar. Se o seu produto não é desejado, vai ser difícil você ganhar reputação, ou se tornar uma autoridade no mercado em que opera.

O primeiro lugar no Google, como qualquer outra posição na pesquisa orgânica, não pertence a ninguém por direito, nem deve ser tomado como um dado adquirido. A cada dia que passa a internet evolui, novo conteúdo é criado e publicado.

SEO pode ajudar, mas ele não substitui um diferencial de negócio, ou um posicionamento estratégico. O Google gosta de sites que representam um bom produto, um negócio legítimo, uma experiência única. Certifique-se que o seu site reflete uma ou mais dessas qualidades, só assim terá chances de aparecer na primeira página… Ou, quem sabe, em primeiro lugar no Google.

Fonte: pedrodias.net

About the Author