O que é preciso para ter um bom site?

O que é preciso para ter um bom site?

1 – Escolha um domínio.

Esta escolha deve ser feita entrando no link http://registro.br e testando lá as possibilidades – e não apenas verificando diretamente no Google, Yahoo ou Bing.

Explicamos isso pois você pode procurar um domínio (ou site) nos buscadores e não encontrar. Mas isso não garante que o domínio ainda esteja disponível para a compra. Ele pode estar aguardando um processo de liberação, não estar publicado pois a empresa não finalizou o site, ou ainda não ter sido devidamente indexado nas ferramentas de busca.

2 – Contrate uma boa empresa de hospedagem.

Qualquer pessoa pode comprar um domínio, basta ter um CNPJ ou CPF. Todavia, para realizar o registro é preciso ter um DNS – fornecido por empresas de hospedagem. (Leia mais sobre como contratar uma empresa de hospedagem.)

3 – Crie um projeto com a estrutura para o seu site.

Desenhe um organograma para o seu site. Pense no que você quer que apareça na Home, quais serão os links principais, os sublinks e como eles podem ser interligados.

4 – Contrate uma agência de design e comunicação para desenvolver o layout e programação do seu site.

Por mais que o layout não seja um fator de pontuação dentro do Google, é por meio dele que as pessoas vão decidir se querem permanecer ou não no seu site.

Um bom design pode transformar a imagem da sua empresa. Transmitir credibilidade, confiança e atribuir mais valor agregado.

A programação é um dos aspectos mais importantes do processo. Um site bem programado e preparado para aparecer nos buscadores tende a ser muito melhor sucedido na internet. O problema é que, diferentemente do aspecto visual, caso você não entenda nada de programação, você precisa confiar em quem está desenvolvendo o seu site. Por isso, contrate um bom profissional.

5 – Desenvolva conteúdos de qualidade.

A razão principal pela qual um pessoa visita um site é o conteúdo. A razão pela qual esta pessoa permanece no seu site também é o conteúdo. Por isso, crie conteúdos de qualidade, originais, relevantes, e sem erros gramaticais. Procure fornecer informações que os seus clientes estejam buscando, de uma forma simplificada, que qualquer pessoa possa entender.

Não copie e cole de outros sites. Não compre de sites que vendem textos prontos para preencher o seu. Os buscadores tendem a ignorar conteúdos que existam em massa na internet. (Leia sobre a importância de ter um Blog Corporativo)

6 – Teste em todos os navegadores.

Teste, teste e teste. Veja como o seu site é visualizado no Internet Explorer, Firefox, Chrome, Safari, Opera e até mesmo em celulares. Realize os ajustes necessários caso o seu site não abra perfeitamente em todos eles.

7 – Publique o site.

Seu site está pronto? Coloque-o no ar e faça testes. Ajuste a configuração das páginas para que elas tenham mais visibilidade na internet. (A ajuda de um profissional de SEO neste caso é fundamental.)

8 – Desenvolva um planejamento de manutenção.

Um site sem manutenção gradativamente perde colocação na internet. Assim, desenvolva um planejamento e priorize as manutenções periódicas. Crie, no mínimo, um conteúdo novo por mês.

9 – Acompanhe os acessos através de ferramentas de análise.

Se você não acompanhar os acessos do seu site, não terá como saber se ele está sendo eficiente – ou não. Assim, instale ferramentas de análise como o Google Analytics e o Webmaster Tools. Faça uma análise criteriosa mensalmente.

10 – Anuncie.

Troque banners, links, conteúdos, posts. Crie um plano de mídia para o seu site. Invista em links patrocinados. Todas estas estratégias vão canalizar mais visitas para o seu site. Com mais acessos, você terá mais oportunidades de negócios.

11 – Considere ter um Certificado SSL

Aqui uma dica de importantíssimo valor agregado: O Google já vem penalizando sites que não utilizam o certificado SSL (aquele cadeado de segurança no endereço/URL do seu site), tornando cada vez mais difícil os resultados nas buscas e, principalmente, negativando as campanhas e anúncios.
Portanto, verifique em sua hospedagem se eles comercializam essa ferramenta.

Fonte: Conceito Ideal

Quer criar um site na internetSolicite um orçamento.

Saiba por que o seu negócio não vende tanto quanto deveria

É de conhecimento geral que o principal problema dos empreendedores com seus produtos/serviços é chegar até o público alvo. Muitos vivem basicamente de indicações.
Em vários e vários casos você se depara com produtos ou serviços muito bons, mas que são pouco conhecidos do grande público. Isso claramente se deve aos motivos citados acima.

Mas a grande pergunta é: por quê?

Não precisamos ir muito longe. Aqui no Blog em uma pesquisa informal rápida com mais de 3.000 empresas situadas na Capital Paulista, percebemos que quase 90% dos casos as empresas não possuem algum apoio de marketing ou um braço tecnológico que possa direcionar a empresa para o lugar certo. Mais de 50% dessas empresas não possuem nem um site!

É claro que o site não é a principal força de vendas da maioria dos negócios, principalmente se este for prestação de serviços. Existe a presença constante nas redes sociais, engajamento do público alvo, monitoramento de concorrência etc.
Porém, existe a importância de ter um site em todo este processo: a comunicação com o público alvo.
É através da comunicação com o seu público que você consegue mensurar o real interesse das pessoas no conteúdo que elas estão consumindo. Fazendo pesquisas, entregando conteúdo gratuito e convidando as pessoas a conhecerem mais sobre o seu trabalho, engajando os interessados e muito mais.

Sabemos que existe um preconceito com relação a tecnologia e marketing, pois a maioria dos empreendedores enxergam esses itens como custo e não como investimento.
As maiores empresas do mundo dizem que os departamentos de Marketing e Qualidade (que muitas vezes engloba o pós vendas) são importantíssimos para o crescimento de seus produtos e serviços no mercado de um modo geral. Não é à toa, não acha?!

Conclusão
Ter algum investimento, principalmente de tempo, em tecnologia, marketing e qualidade é fundamental para alavancar as suas vendas.
Considere isso. Mas não se esqueça, pode levar tempo.
Então, comece logo! 
Peça auxilio a um dos nossos consultores aqui

Por que ter um Blog Corporativo

Por que ter um Blog Corporativo

Neste post vamos abordar os 5 principais motivos para você utilizar o Blog do seu negócio como ferramenta de Marketing Digital

Ainda existem pessoas que enxergam o Blog apenas como uma ferramenta para que personalidades disseminem suas ideias, seus pensamentos, sua filosofia e até mesmo suas experiências. Mas isso é passado.
Hoje vamos te mostrar, de modo bem objetivo, 5 motivos para você começar a traçar uma boa estratégia de Marketing Digital, utilizando um sistema de Blog e sem investir nem um centavo!

      1. Atrai os olhares para a sua marca

        Esse é um conceito bastante direto: as principais ferramentas de busca da internet trabalham indexando os conteúdos e os tornando cada vez mais relevantes à medida em que eles são “comentados”.
        Basicamente é através de artigos, textos, reviews, feedback e outros artifícios que os buscadores consideram o seu produto ou serviço relevante. Aqui no Blog da Leader nós já abordamos o assunto do investimento em Marketing, onde, engana-se quem pensa que basta pagar bem para estar em primeiro lugar nas pesquisas.

        Já ouviu aquela frase que diz: “quem não é visto não é lembrado”? – Lembre-se dela!

      2. Interatividade

        Esse é mais um ponto-chave. Quanto mais o seu produto ou serviço é comentado, mais ele é procurado e mais ele é visto, é um processo quase que automático. E é aí que você causa a “Interatividade”.
        Com um blog mantendo uma disciplina de conteúdos relevantes aos seus serviços, você garante que haverá interação em torno dos assuntos e automaticamente interesse por parte das pessoas.
        O raciocínio é simples: antes de comprar um produto que você não conhece, você não pergunta a pessoas que conhecem? Não recorre ao Google? Muitas vezes o resultado das buscas não te leva a blogs com conteúdos completos e recheados de Feedback sobre aquele produto e isso acaba sendo determinante para a sua decisão?
        Simples, não é?!

      3. Resultados

        Quando você pensa em investir em propaganda, quais opções vem na sua cabeça?
        Comercial de TV;
        Comercial em Rádios;
        Flyer;

        Note que nos casos citados, quando você interrompe o investimento, automaticamente a sua propaganda deixa de ser veiculada. Diferente do seu Blog, pois, se você parar de fazer postagens o seu produto/serviço vai continuar presente no Google e sua relevância garantida.
        Tudo isso sem custo algum!

      4. Facilidade no Processo de Vendas

        Quando as pessoas procuram sobre o seu produto/serviço e encontram artigos completos para adquirir conhecimento (referente ao produto/serviço) gratuito, fica muito mais fácil fixar na mente delas o motivo pelo qual elas o procuraram e obter sucesso nas vendas.
        Assim, você estabelece confiança, pois a qualidade daquilo que você está oferecendo está sendo impressa na memória dos leitores, que compartilham e recomendam.

      5. Indica sua preocupação em entregar o melhor do que está oferecendo

        E não pense que por conta deste ser o último item, ele é o menos importante!
        Quando você vai a uma loja comprar algum produto, antes de mais nada, você leva em consideração a sua real necessidade, o preço que vai pagar, como vai pagar e a qualidade do produto, certo?
        Certamente a qualidade do produto você já conhece por ter ouvido falar, ter visto um comercial, ter lido a respeito em algum Blog especializado ou simplesmente porque o seu vizinho tem um igual. Não é muito diferente do Blog, pois, da mesma maneira que o fabricante daquele determinado produto se preocupou em, de alguma forma, fazer com que as pessoas comentem sobre o seu produto, você também está fazendo o mesmo em seu Blog.
        Ou seja, quem é que compra algum produto/serviço na internet sem uma boa descrição? 😉

        Conclusão

        Esperamos que o conteúdo deste post tenha ficado bastante claro para você, e que seja de alguma forma útil para lhe ajudar a alavancar as suas vendas!
        Comenta aí o que achou

        Um forte abraço e bons negócios!

Como ficar em primeiro na busca orgânica

Como ficar em primeiro na busca orgânica

Estar em primeiro nas buscas orgânicas do Google é resultado de um trabalho muito bem estruturado e uma análise de campo bastante específica. É sonho de qualquer empreendedor.

Após a criação de uma empresa e o lançamento de um site, o principal problema para a maioria dos empreendedores é ser encontrado. De preferência, entre os primeiros resultados nas pesquisa dos motores de busca. Porém, quando desenvolvem um site, a maioria não tem ideia que vai precisar ser encontrado, e muitos aspectos importantes acabam sendo esquecidos.

Como o Google classifica sites?

De uma forma simplista, o Google baseia-se em dois grandes pilares para classificar sites nas pesquisas: Relevância e Reputação. Enquanto Relevância é tudo aquilo que controlamos de uma maneira direta; é aquilo que escrevemos sobre nós. A Reputação é um fator indireto, pois ela pretende refletir como somos vistos por terceiros.

Aparecer bem classificado é estratégico

Tanto empreendedores como os profissionais de Marketing cometem o erro de pensar em SEO como um “milagre técnico”. Aquele voodoo que vai salvar um mau produto ou uma má estratégia de Marketing e colocar seu site em primeiro lugar. Se o seu produto não é desejado, vai ser difícil você ganhar reputação, ou se tornar uma autoridade no mercado em que opera.

O primeiro lugar no Google, como qualquer outra posição na pesquisa orgânica, não pertence a ninguém por direito, nem deve ser tomado como um dado adquirido. A cada dia que passa a internet evolui, novo conteúdo é criado e publicado.

SEO pode ajudar, mas ele não substitui um diferencial de negócio, ou um posicionamento estratégico. O Google gosta de sites que representam um bom produto, um negócio legítimo, uma experiência única. Certifique-se que o seu site reflete uma ou mais dessas qualidades, só assim terá chances de aparecer na primeira página… Ou, quem sabe, em primeiro lugar no Google.

Fonte: pedrodias.net